Português Italian English Spanish

Fábio Fernandes tem menos chances do que Ariano de chegar na Assembléia

Fábio Fernandes tem menos chances do que Ariano de chegar na Assembléia


Concorrendo em um partido pesado e com menos alcance político do que Ariano, Fábio (MDB) deve ter aproximadamente 30.000 votos para se eleger. Ariano (Patriotas) precisaria de apenas 18.000.

A família Fernandes, outrora hegemônica de todo o Vale do Mamanguape, viu o seu reinado cair em decadência nos últimos anos, algo que foi comprovado com a derrota de Fábio Fernandes (MDB), tido como o grande líder da família, quando disputou as eleições municipais contra a Eunice Pessoa (PSB). Foi um duro golpe contra o grupo fernandista que, por décadas, comandara com punho de ferro a Rainha do Vale. Mesmo saindo derrotado das eleições municipais de 2016, Fábio vai tentar uma cadeira na ALPB. No entanto, talvez a aposta da família Fernandes poderia ter sido melhor.

 

Ariano tem mais força dentro e fora do Vale do que Fábio

Ariano elegeu-se deputado estadual por três mandatos e ocupou a suplência outras duas vezes. Por ter sentado na cadeira da ALPB, Ariano acabou por estender a sua influência até mesmo para fora do Vale, a exemplo de Sapé, ao qual deu expressiva votação a Ariano nas eleições de 2010. E é justamente nisso que Ariano é bem superior a Fábio. Ariano tem muito mais capilaridade política dentro e fora do Vale do Mamanguape, enquanto Fábio possui alguma força apenas em Mamanguape. Prova disso é que, mesmo em Mamanguape, a candidatura de Fábio não tem o apoio de sequer um vereador. Desde 2014, Ariano vinha se preparando para a campanha de 2018 e já contava com uma boa conjuntura política, ao contrário de Fábio, que iniciou a sua campanha "do nada", sem um planejamento e construção de alianças para a campanha.

 

PROJEÇÕES: Fábio precisa de 30.000 votos... Ariano precisaria de apenas 18.000, aproximadamente

A questão partidária é outro ponto onde Ariano sai na frente de Fábio. Ariano é filiado ao Patriotas, partido nanico que, consequentemente, requer uma votação bem menor em sua coligação. É muito provável que Ariano precisasse de apenas 18.000 votos para se eleger, algo plenamente alcançável, visto que ele sempre teve votações superiores a esse número. Fábio é filiado ao MDB e disputada em uma coligação pesadíssima que tem grandes nomes como Raniery Paulino e Jullys Roberto, por exemplo. Fábio precisaria de aproximadamente 30.000 votos para se eleger. Com o quociente partidário, as coisas ficariam bem mais fáceis para Ariano. 

 

Essa seria a grande chance de Ariano, no entanto, agora ele tem que se contentar com a segunda suplência da candidatura de Roberto Paulino ao Senado, que aparece em um distante quinto lugar nas pesquisas. Enquanto isso, Fábio Fernandes, sem apoio político na região e confinado em Mamanguape, terá que enfrentar o crescimento da candidatura de Ricardo Barbosa na cidade, que tem o apoio da prefeita Eunice Pessoa (a mesma que derrotou Fábio em 2016).

Pelo que parece, os Fernandes talvez tenham errado os cálculos...

 

REDE PB